18.6.09

Patrocínios



Se o marketing em geral é aquela área em que os investimentos das grandes empresas costumam ser um bocadinho irracionais, para dizer o mínimo, quando vamos para os patrocínios é uma festa. A política costuma ser... não haver qualquer política . Ou, às vezes, só haver política: fulano é amigo do administrador, a mulher dele ajuda uma associação, vejam lá se lhe arranjam um apoio. O presidente da Junta, a sobrinha do engenheiro, o vizinho do chefe da delegação de Panóias, todos vão metendo a sua cunha e ao fim do ano a empresa conseguiu gastar milhares e milhares de euros, sem qualquer benefício visível para a sua imagem. E, como mostra o Crédito Agrícola, com o perigo de criar associações duvidosas para a marca. Um banco cheio de preguiça. É tudo o que precisamos, nos tempos que correm.

2 comentários:

t_verde disse...

Isso se virmos a coisa como que dorme a sesta é preguiçoso. Mas isso é verdade?
Se calhar os alentejanos, os clientes do Crédito Agriculta, sabem bem que é preciso dormir a sesta quando estão 35º à sombra e é impossível trabalhar.
É melhora guardar as horas de trabalho para quando está menos calor.

Aí está um comentário feito à moda alfacinha!

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=_u1GnNbBrUY =)