28.10.06

Estratégia, precisa-se

A campanha dos óleos VG é engraçada, sim senhor.

Mas eu pergunto: o que é que leva alguém a pensar que aquilo haverá de ter algum interesse para as donas de casa que compram o raio do óleo?

Fazem-se hoje demasiadas campanhas publicitárias concebidas para agradar acima de tudo aos publicitários, como se os publicitários tivessem interesses, atitudes e motivações semelhantes às do público a que elas supostamente são dirigidas.

Uma das principais qualidades que um bom publicitário deve ter é a capacidade de se pôr na pele de pessoas que pela sua ocupação e concepção de vida são muito diferentes dele. Chama-se a isso criar empatia com o público.

Eu sei que isso é muito difícil num país onde as supostas elites desprezam a massa dos seus concidadãos, que elas consideram irremediável e definitivamente estúpida.

Mas - que querem? - ninguém é obrigado a escolher esta profissão.

2 comentários:

Andreia disse...

o interesse para as donas de casa será exactamente o que é descrito na campanha - a resistência do óleo.
um óleo mais resistente faz menos estragos na saúde da família e num momento em que isso é tão explorado, é algo que as donas de casa procuram.
nem é necessário dizer isso no anúncio porque é algo que está implícito...
mas isto é a minha opinião...

David Leal disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.