8.10.08

O bom da crise

Vêm aí, já se percebeu, tempos difíceis. Especialmente para quem tem alguma coisa a vender - ou seja, toda a gente.

Mas, como alguém já disse, a desgraça de uns ser a alegria de outros é a própria essência do comércio. A dor do desdentado faz a fortuna do dentista. Se não houvesse criminosos não prosperariam a Securitas, o 24 Horas ou as Chaves do Areeiro.

Neste caso, se a desgraça é para toda a gente, a alegria pode ser para nós, profissionais de marketing. Quanto mais a crise tornar difícil vender seja o que for, mais mercado haverá para quem tiver algum segredo para vender mais. Teoricamente, profissionais de marketing têm segredos desses. Para os que se dispuserem a tomar do seu próprio remédio - posicionando-se e promovendo-se como deve ser - os tempos difíceis podem ser uma óptima temporada. Carpe diem.

1 comentário:

GL disse...

"Neste caso, se a desgraça é para toda a gente, a alegria pode ser para nós, profissionais de marketing. Quanto mais a crise tornar difícil vender seja o que for, mais mercado haverá para quem tiver algum segredo para vender mais."

Concordo e já está a dar resultado.