27.5.06

Neutron Jack



Quando eu era miúdo, contavam-se anedotas sobre o General Electric. Em nossas casas havia televisões General Electric, frigoríficos General Electric, rádios General Electric, ferros de engomar General Electric.

Alguém sabe o que é que a General Electric, a empresa fundada pelo grande inventor Thomas Alva Edison, faz hoje? Aparentemente, faz dinheiro.

Quando, em 1981, Jack Welch tomou as rédeas da General Electric, ela empregava 411 mil trabalhadores. Oito anos depois, abandonara todas as linhas de produto que a haviam tornado mundialmente conhecida e reduzira os seus efectivos para apenas 276 mil pessoas.

O novo CEO ganhou a alcunha de Neutron Jack porque, tal como a bomba de neutrões, matava as pessoas deixando intactas as coisas.

Parece, pois, que o único propósito da General Electric passou a ser "gerar valor para os accionistas". Mas, aqui há uns anos, o economista britânico John Kay fez notar que as acções da empresa apenas haviam superado ligeiramente o índice Standard & Poor's. Por outras palavras, o "método do chimpanzé sueco", consistente em seleccionar aleatoriamente uma carteira de títulos, teria produzido no longo prazo ganhos equivalentes aos conseguidos pelo gestor mais admirado da América.

Não deixa de ser irónico que, vinte e cinco anos depois da ascensão ao poder de Jack Welch, a empresa outrora famosa pelas suas inovações seja mais conhecida do público pelos livros sobre a sua pessoa encomendados pela super-estrela do mundo de negócios do que pelos produtos que vende no mercado mundial.

1 comentário:

RE disse...

Há muito tempo que acompanho este blog, que considero uma valiosa fonte de "alimento para o pensamento".
No entanto, não posso deixar de comentar este post, pelo seguinte: À poucos dias atras a GE foi considerada a mais admirada empresa do mundo, titulo que vem consecutivamente a conseguir desde há vários anos.
A tagline da marca mundial GE é "Imagination at work" e espelha bem o que a GE tem feito nos últimos anos. Os produtos da GE que saem desta filosofia de inovação permanente, acompanham o nosso dia a dia e muitas vezes sem dar-mos por eles, porque tratam-se de componentes fundamentais para produtos que no final não têm a marca GE. Estou a falar de grande parte da estrutura do SMART, dos motores de avião de uma grande parte dos aviões da BOEING, etc, etc, etc...
Aconselho a fazeres uma pesquisa sobre uma iniciativa da GE denominada de "Ecoimagination", na minha opinião brilhante, da qual sairam produtos extraordinariamente inovadores.
Continuem o bom trabalho.