24.6.08

Incompetência ao mais alto nível

Por que é que a publicidade deve ser criativa? Já pensaram nisso?

Não, não é para dar emprego a criativos. É para resolver problemas de comunicação.

Mais concretamente, é para, mau grado a indiferença dos consumidores perante produtos pouco interessantes, conseguir fazer passar uma mensagem de forma memorável. Por outras palavras, é para a mensagem publicitária lograr passar as barreiras da atenção selectiva, da percepção selectiva e da memorização selectiva.

Criatividade que não serve para isso, em vez de ajudar, atrapalha.

O Grande Prémio de Imprensa este ano atribuido em Cannes é, a meu ver, um excelente exemplo de criatividade complicativa, logo inútil.

A incompetência domina hoje ao mais alto nível. No júri que atribuíu aquele prémio não há, aparentemente, uma só pessoa que domine o bê-á-bá da publicidade.

Não compreenderão os publicitários que estas manifestações de auto-indulgência irresponsável desprestigiam o seu métier perante aqueles de quem depende o seu futuro?

1 comentário:

Leonor Faria disse...

Na minha (humilde) opinião a incompetência advém do caos e da incerteza que se vive. Procuram-se resultados rápidos a todo o custo, tendo apenas em mente o fim e não o caminho a seguir.